Dia do trabalhador: O papel das entidades de classe nos direitos trabalhistas

Atualizado: 26 de Out de 2018


Defender os direitos dos trabalhadores é uma luta conjunta. Desde o início da jornada nas Universidades até quando o profissional está consolidado e faz parte de uma entidade, todas as instituições devem brigar para defender os interesses e os direitos da sociedade e de seus trabalhadores.

Então, vamos ver qual é o papel das entidades de classe nos direitos trabalhistas.

O que são entidades de classe?

As entidades de classe são sociedades formadas por empresas ou pessoas, com natureza jurídica própria e sem fins lucrativos que tem como finalidade prestar serviços a seus associados. Seu principal objetivo é promover a integração desses profissionais e facilitar o acesso aos benefícios que lhe são garantidos.

Confira aqui os benefícios de se associar a uma entidade de classe, para não restar dúvidas.


As características da entidade de classe

Uma das principais características desse tipo de associação é o seu completo desligamento em relação ao governo. As entidades existem por uma completa e total iniciativa dos profissionais, estes inclusive, que a mantém financeiramente.

Isso é importante, pois, mais do que a dependência financeira, a legitimidade de uma entidade de classe está completamente apoiada em seu aspecto ético e na sua luta pelos direitos e pelo aprimoramento da classe que defende. Sem nenhum outro tipo de apoio, a defesa dos seus associados é tudo que importa.  


A importância das entidades

Por isso, a entidade busca criar um ambiente que promova o crescimento de seus profissionais e de sua profissão. Para isso, são feitas atividades que permitem que o associado sempre adquira mais conhecimento, como palestras e cursos, além de atividades recreativas.

O objetivo desse tipo de fraternidade é criar uma aproximação e um clima favorável ao debate de modo que os associados possam sempre encontrar as melhores soluções para os problemas decorridos do seu dia a dia.

Combina-se isso com a representação da entidade em outras instituições que prezam pela defesa do trabalhador e o contato direto com as esferas cabíveis como prefeituras e esferas governamentais em geral, e as entidades estão em uma ótima posição para defender os direitos trabalhistas do seu associado.


A presença das entidades na política

Um exemplo de como as entidades busca defender os direitos de seus associados ocorreu mediante a nova reforma trabalhista. Diversas entidades que integram o FRENTAS, Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público, divulgaram uma nota revelando o prejuízo trazido aos trabalhadores pela reforma trabalhista.

Além desses exemplos mais práticos, as entidades são a porta de entrada para discussões acerca da vida do profissional e seus direitos. São debatidos temas como baixos salários dos profissionais, condições impróprias de trabalho e ainda vínculos trabalhistas irregulares.

Esse tipo de discussão ocorre por conta de um ambiente seguro e relaxado, em que o profissional se sente à vontade para debater com outros membros da sua classe os problemas que sofre durante o exercício do seu trabalho.

E é assim que as entidades de classe têm a sua influência nos direitos trabalhistas. Através desse ambiente que promove a resolução de problemas. Sendo assim, para entender ainda mais sobre a importância dos sindicatos e associações confira o nosso blog.

94 visualizações

O sindicato representa os servidores estaduais, municipais e terceirizados que atuam nos serviços públicos de saúde no Estado do Rio de Janeiro.

FALE CONOSCO
Entre em contato com o SindSaúdeRio
através dos nossos canais:
Email: secretaria@sindsauderio.org.br
Fone: (21) 3177-7777

 

NEWSLETTER
Quer acompanhar o SindsaúdeRio mais de perto? Cadastre-se

 

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados à SEESS-RJ